Nenhum produto no carrinho.

Subtotal: R$0,00

Ajuda

1. Black Rutênio, a nova tendência. A Costa da Luz já produz e te explica!

Ainda existem temores e certa resistência a joias folheadas em nossa sociedade. Na verdade, para a maioria das pessoas “joias” não podem ser folheadas. São somente produzidas em ouro, prata ou outros metais nobres, como platina.

Esse conceito, já derrubado por joalheiros, designers e pessoas envolvidas no mundo da moda, reforça a ideia de que uma joia tem que ter nobreza. Nobreza nos detalhes, nas gemas utilizadas, nos metais e cuidados aplicados individualmente em cada peça.

A Costa da Luz há oito anos trabalha com joias folheadas com 10 milésimos de Ouro 18K e os resultados obtidos são muito positivos, fidelizando clientes e conquistando novos a cada dia que passa. Mas, mesmo com resultados positivos, a empresa acaba de investir em uma nova camada de banho de Ouro 18k, trabalhando com 15 milésimos e estendendo sua garantia para três anos.

Contudo, gostamos de novidades e estamos sempre buscando maneiras de ‘renovar as energias’, criando e trazendo sempre o que tem de melhor no mundo das joias.

O Black Rutênio é um banho Negro, Lindo e Brilhante, que valoriza as pedras e trás certo ar de sobriedade e elegância ao portador. É um folheamento muito resistente, antialérgico e com certificado de garantia de três anos.

Experimente uma bela Joia Negra e Brilhe!

 

2. Você sabe o que são GEMAS RECONSTITUÍDAS?

É uma gema ou pedra reconstruída em laboratório. A pedra reconstituída é produzida com o próprio pó da pedra natural, geralmente quartzo, em um processo químico que envolve um superaquecimento para fundir o pó do quartzo e um resfriamento que transforma o pó em barras de quartzo. Nesse mesmo processo é inserida uma pigmentação na cor escolhida para identificar a imitação da pedra original natural.

É como se o ser humano tivesse encontrado um jeito mais rápido de acelerar o processo que a natureza demora bilhões de anos para fazer.

A gema reconstituída é tão parecida com a pedra natural que em testes químicos e físicos mais superficiais o resultado é de que se trata de uma pedra natural, pois é produzida com matérias-primas idênticas ou similares que o processo natural utiliza.

 

3. Gemas reconstituídas também podem ser chamadas de BARRA?

Sim, pode. Porém soa um pouco ‘pejorativo’ no mundo das joias.

O fato é que também são produzidas barras de VIDRO, que nada se assemelham às barras de gemas reconstituídas. Por isso a não utilização desse termo.

Um detalhe importante é não confundir a Barra ou Gema Reconstituída com Cristais Swarovski ou Strass, muito utilizado em bijuterias.

 

4. O que são Drusas e Geodos?

Assim como frutas podem se reunir em cachos ou pencas, os cristais podem aparecer agrupados. Quando eles crescem aproximadamente paralelos uns aos outros sobre uma superfície plana, constituem uma DRUSA. Se revestem a parte interna de uma cavidade, crescendo a partir da parede rumo ao centro da cavidade, então constituem um GEODO

Geralmente são formados por gases de emissões de lava vulcânica, onde os gases se aglomeram e solidificam em formato de bolhas irregulares e ao se resfriar formam os cristais de diversos formatos. Dependendo da pressão dos gases na formação dos cristais, a Drusa ou o Geodo terá poucos cristais de grande tamanho (pressão baixa) ou muitos cristais de pequeno tamanho (pressão alta). 

A Costa da Luz Joias Artesanais NÃO TRABALHA com drusas e geodos sintéticos, somente NATURAIS!